31/jul- Avião retorna a Belém após forte turbulência

 

Passageiros chegaram a suspeitar que a aeronave havia sido sequestrada

 
Atualizada às 15h52

Um avião da Gol, que saiu da capital paraense com destino a Manaus e faria uma escala em Santarém, teve que voltar às pressas para Belém dez minutos após a decolagem. Segundo um dos passageiros que estava na aeronave, o avião teve uma queda brusca no ar e muitos passageiros entraram em pânico.
'Não sabemos o que houve realmente pois o comandante informou apenas que houve problemas técnicos, só sei o que senti: o avião perdendo altitude de forma brusca depois da decolagem e trepidando muito', disse o médico Rogério Penin, um dos passageiros do voo Gol 1642, à reportagem do Portal ORM por telefone.

O avião retornou ao Aeroporto Internacional de Val-de-Cães e pousou por volta das 14h30 no meio da pista. 'Me assustei quando vi o avião rodeado de bombeiros e de policiais federais, pensamos até que se tratava de um sequestro. No final de tudo o comandante informou que 'houve suspeita de terrorismo por isso ele teria feito manobras bruscas no ar para retornar imediatamente para Belém', informou.

Mas segundo a Polícia Federal, tudo não passou de um susto. De acordo com a assessoria de comunicação da PF no Pará, quatro policiais rodoviários federais embarcaram à paisana e armados no voo. Um passageiro teria visto a  arma de um deles e, com medo de que se tratasse de um sequestrador, chamou a tripulação e informou sobre.

Foto registrada pelo internauta quando o primeiro policial federal
chegou próximo a aeronave. Foto: Rogério Penin




Questionada sobre a quantidade de bombeiros e policiais federais no local, a assessoria da PF informou que o procedimento é 'normal' por parte da Infraero.
O Portal ORM tenta contato com a assessoria de comunicação da GOL e da Infraero para mais informações sobre o caso.

 
 
Fonte: Portal ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário